sábado, 9 de maio de 2009

Nenhum título seria adequado para me referir a um membro da "Ex-Família" de moi !

Não tenho estado mesmo nada activa porque não dá.... tenho tido trabalhos, frequências, estágio (nomeadamente nesta semana, semana da Queima, tive a fazer um trabalho, estou a fazer outro de momento e tive estágio com os meninos da EB1) e um curso de LGP de 30h que não me dá diploma, mas sempre dá para o currículo - como eu adoro LGP ! - entre as outras actividades praxísticas (Serenata, Imposição,Cortejo....) e pessoais que tive (destas não falo porque são muito sentimentais e dizem respeito a outras pessoas) .

Fora isto, como eu gosto tanto de partilhar tudo com os meus meninos da EB1, digamos que fiquei com a febre de uma das meninas e o facto de ter sido no dia da visita deles ao Hospital Pedro Hispano não ajudou nada: resultado, estou com febre (baixa, mas a febre afecta-me muito e com 38ºC já parece que estou com 39ºC). Bem, amanhã tenho a Garraiada, mas não vou, saúde primeiro, mas tentarei estar com a minha afilhada durante um curto espaço de tempo, antes da concentração para esta.



Mudando de assunto. Este ano, alguém deveria estar presente para "receber algo" na Imposição e não apareceu, depois o faria no Cortejo, mas voltou a repetir o mesmo. Não censuro tal pessoa.
Houve pessoas que ficaram um pouco aborrecidas (mais não digo, por não sei a gradação de tal sentimento). É perfeitamente normal, pois essa pessoa tem afilhados que o queriam ver a fazê-lo, mas estou ciente que se assim o decidiu, deve-se ao facto de ter motivos para tal. Mas eu sou suspeita. Fui a pessoa que se inscreveu para ser imposta no último momento disponível para tal, pois não queria sê-lo por alguém fora da Família à qual pertencia*.
Compreendo que essa pessoa possa ter imprevistos que não a possibilitassem ir a tais eventos ou que, simplesmente, não quisesse sê-lo, pelo menos não "publicamente".
E qualquer decisão que este ou alguém tome, deverá ser analisada com cuidado e o mais imparcialmente possível - pensar de cabeça quente não vai ajudar, a menos que se tenha uma capacidade empática enorme. Contudo, nunca nunca saberemos o que essa pessoa sentiu realmente para fazer tal escolha, os sentimentos não são totalmente visíveis, só as emoções que deles transparecem, mas mesmo estas lhe podem ser aparentemente contraditórias. Por muito que se tente saber exactamente o que o outro sente, é impossível, daí que nunca vamos saber a totalidade dos motivos - sobretudo os sentimentais - que levam uma pessoa a levar uma escolha avante.
Quanto mais não seja, dou-te o benefício da dúvida e de que estavas ciente das consequências advindas das tuas acções. Segue o teu caminho, tropeça, mete-te por atalhos que fazem andar em círculos, mas decide por ti, não pelo que os outros querem que decidas (podem coincidir, mas, se tal não acontecer, toma uma decisão que te seja verdadeira). E que estejas sempre ciente das consequências de tudo.
Se alguém é capaz, és tu!

A melhor sorte e felicidade,
duma tua "ex-Familiar"!
(que ainda conserva o sentimento)



*(fique assente que o meu sentimento por vós se mantém inalterado e sempre assim se manterá, vós fostes quem me aceitou e sempre me alentou.
Meus "Portos Seguros", de vós terei sempre "Saudade" e levarei sempre uma "Procura" para encontrar o meu "Rumo" sem vós ou a vós voltar. Se é uma Despedida** ou não, já não o sei).

**um título genérico que dei a uma música que fiz

5 fantasias:

Verdinha disse...

a unica coisa que percebi deste post foi que estás com febre e cheia de trabalhos, mas como tb n era para eu perceber o resto, nao faz mal. loool

beijoo

Olhos Dourados disse...

Sim, o estágio é cansativo!

Ą Mαscotezinhα disse...

Boa semana!

Beijinho*

Cereja disse...

Tens andado ocupada..
Ah e já agora as melhoras e q tudo te corra bem!

beijinhos

Bomboc@ disse...

Há um selo, no meu blog, à tua espera... :)