terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Injustiçada Queixosa

Está frio. Tenho sono. Estou à espera que os outros façam o que não fizeram. Quero tanto ir para a cama. Estou farta da Escola. Estou farta do meu curso. E a minha família só me chateou desde que cheguei. E tenho probabilidade de reprovar a várias disciplinas. E ainda não li nada para Literatura. E isto e aquilo.
E queixo-me. Vezes e vezes sem conta quando mais de metade nem tem razão de ser queixa.
Ok. Está frio, posso vestir uma roupa, pôr uma manta ou até ligar o ventilador.
Tenho sono, sim, e quero-me deitar, mas os meus colegas (trabalhos dos quais espero receber em breve) estão a fazer aquilo que não tiveram mesmo tempo para fazr por causa de erros que também eu cometi.
Estou farta de ESE e do meu curso, verdade mais que absoluta - no reino do Cinismo e suas Bestas (que não são os pobres Caloirinhos, depreenda-se), fui calhar num curso que só me dá um panorama: Desemprego, com o factor Falta de Competências à frente (sim sim, o meu curso com o mestrado jamais será tão bom como os antigos, não há preparação e falta abordar conteúdos muito importantes.
A minha família só me chateou, mas eu também cheguei as umas ricas horas a casa e no belo de um estado. E sei que, mesmo que a estrutura do meu núcleo familiar não seja mais usual, somos uma família onde gostamos umas das outras.
Tenho probabilidade de reprovar a certas disciplinas, mas isso há sempre! E se não li aqueles livros horríveis para Literatura, o melhor é procurar resumos!
Por muito que possa não gostar de como a minha vida está neste momento, não posso culpar quem e o que me rodeia por isso....

1 fantasias:

Anjo-sem-asas disse...

Gostei muito deste post e acho que é preciso muita coragem e responsabilidade para reconhecer que a culpa de algumas coisas é apenas nossa e conseguir saber o que temos de fazer para resolver os nossos problemas.
Muitas vezes queixo-me apenas dos meus problemas e não faço nada para os resolver.

Admiro-te :)