segunda-feira, 2 de março de 2009

Gristo, Hoje, Perdida - um 3 em 1

"EEEeeeeeeeeeeuu... ttuuuuuu..... tuuuuu..... Somos nós... Somos nós" - Ai Gristo que me tiras a respiração! Adoro esta música, embora admita que não saiba a sua letra (ups. que felizmente para todos neste mundinho só canto a parte do coro.).



Mudando de assuntos.
Vou estagiar. Agora, aonde? Isso é que era bom saber.
Mudando outra vez de assuntos.... Estive a ler um pequeno apontamento da história de Arlequim, Colombina e Pierrot. Indecisões e amores.

Sobre o dia de hoje. A aula de Educação Especial e Inclusão é sempre tão curta e sabe a tão pouco - hora e meia por semana não é nada de nada! Sabiam que deficiência é aquilo que o diagnóstico médico nos pode dizer, incapacidade dificuldades a nível de aprendizagem e handicap são as barreiras sociais e económicas, entre outras, que há? (imaginem, eu, sem óculos sou uma incapacitada - dada a razoável mipia que tenho -, mas não sou deficiente; uma pessoa paraplégica, por exemplo, com o material certo, deixa de ser incapacitada, mas é deficiente; uma pessoa que não se consegue enquadrar num meio porque as outras pensam que ela é inferior e "pobre", é um exemplo de handicap.)
Nem posso crer que a Educação esteja tão voltada para a Inclusão que se esquecem da noção de integração e de razão. Porque acho muito bem que crianças autistas estejam numa mesma turma que outras sem deficiências, maaaaaas estas têm que possuir um acompanhamento pessoal, efectuado por um técnico de educação ou educador social.
Blábláblá, isto deve ser um assunto pouco fascinante para vós, assim escrito, mas o meu Professor é o máximo.

___________________________________________________________________


Tenho que ouvir, tenho que ouvir qualquer coisa para além da minha mente.
Ela matraca e ataca vezes e vezes sem conta o meu ser. Impede-me de andar em direcção ao futuro. Obriga-me a estagnar no presente do passado.
Vejo todos a avançarem. Parei no meio da multidão de uma rua movimentada. Digo-me para parar. Ela fala cada vez mais e mais alto. Chiu, grito. A imagem da rua desaparece, afinal estou num quarto só, num local qualquer aparentemente solitário, mas há sempre alguém a ouvir-me. No mínimo não seja essa maldita voz.
Cala-te, suplico-te, cala-te, por favor. Eu só quero continuar em frente.
Deixa-me. Deixou-me, mas onde quis. Estou só, no mundo dos meus pensamentos, onde ela me colocou. Dos pensamentos, dos pensamentos do Passado. Das memórias.
Agora só falta coragem para as deixar de lado. Para viver o que virá. Não consigo. Lembro-me. Quedo-me. Não consigo parar o filme do Passado.
Talvez um dia alguém carregue no botão de pausa.
Até lá... vivo por aqui perdida em mim mesma.



p.s.- Sarau Cultural do IPP, dia 5 (quinta-feira) à noite, no auditório do ISEP. Vai contar com a presença dos grupos académicos do IPP. Incluindo o GRISTO! :D Apareçam se quiserem ! :p

4 fantasias:

'stracciatella disse...

Pst, Pst! Onde é que tens o quadradinho dos seguidores?

Smily disse...

Ahahah
Ou muito me engano ou vou ser a primeirissima a comentar!! =D eheh

Não tem mal.. Vou começar a "ler-te" e a seguir o teu blog!!!

Ando um bocadinho atrasada em relação a novidades, mas tenho uma guardada beeeeem interessante!!! xD eheheh


Beijinhoooooos***

Carina disse...

Acredita que para mim é interessante, eu própria tenho um irmão com uma deficiência de aprendizagem e desenvolvimento, e não só por isso irritam-me todas as formas de exclusão social!!
Inclusive já trabalhei num atl, foi uma experiência dura, porque eram crianças muito debilitadas e confrontei-me com algumas situações difíceis, mas sem dúvida a repetir, aprendi muitas coisas que não aprendi com o meu irmão por ele ter uma deficiência mais leve, foi muito enriquecedor e alimenta-nos a alma fazer uma boa acção!
Um beijo* Carina

ritinha disse...

por acaso acho bastante interessante o primeiro assunto que abordas-te ! Gostei mesmo do que li .. desculpa a invasão .. beijinho