quarta-feira, 29 de julho de 2009

Crónica de uma Sociedade . verde

O título só estaria correcto assim: "Crónica de uma Sociedade ."


Foi há um mês, sensivelmente, que me apresentaram, de forma muito galante, o novo publicitário de cinema da sociedade Ponto Verde.
Pensei para mim mesma (enquanto via as inúmeras "lixetas", as mais novas vedetas de materiais que serão lixo) que a sociedade ponto verde não só retratou bem a quantidade de materiais que podem ser recicladas, como também quase que nos faz ter pena das embalagens - dando-nos quase a sensação de serem seres animados -, ao atribuir-lhes expectativas de vida, opiniões e mesmo personalidades e histórias de vida (que retratam, de forma mais ou menos explícita, os estereótipos da nossa sociedade - quem cometeria a monstruosidade de acabar com a vida de um seu semelhante, até na personalidade?; se calhar, ao verem que nenhum de nós ficou esquecido, dê a impressão que todos temos o dever de reciclar.)! Quem diria que uma lata de salsichas poderia esconder tanta má-língua e insatifação?!
Ora, já não é a primeira vez que esta mesma sociedade nos apresenta uma panóplia de publicidade totalmente apetecível e atractiva. O mesmo acontece com o seu site que torna uma visita tímida numa experiência de conhecimento, mas de forma muito divertida. Simplesmente, recomendo que visitem o site destes.
Eles conseguiram despertar a nossa curiosidade para a reciclagem, de forma a cativar as pessoas a irem ao EcoPonto mais próximo só para dar "satisfazer" as crianças do "Vá lá!" e as nossas amigas embalagens que, antigamente, não poderiam ter outra expectativa senão terem um fim na lixeira mais próxima de si. Agora não.
Conseguiram reeducar uma população adulta que, na sua Educação poderia ter algumas modificações, usando estratégias que são utilizadas por qualquer criança que brinca com um boneco (sim, o animismo [processo de animação de objectos inanimados] é especialmente usado por estas, quando fazem "novelas" com um peluche ou uma boneca). A isto é que chamo estratégia de Educação adaptada ao público-alvo(a nível dos conteúdos apresentados e adaptação à sociedade em questão - mais ninguém iria conseguir compreender o porquê dos Bu-lata; e quanto ao uso "daquelas" embalagens, cujas marcas foram modificadas, mas que ainda se encontram bem presentes na nossa mente e ajudam a memorização)! Era nas Escolas se recorrer a recursos assim que, se calhar, se tornava menos necessária as manobras de redução ao abandono escolar. Mas isto, isto já é mais uma "Verdade Inconveniente"!
Pode ser que, um dia, todos os resíduos recicláveis vão parar ao sítio certo.... mas, até lá, ouçam muito Bu-lata Som Sistema!

3 fantasias:

Olhos Dourados disse...

É um começo!

.::Bomboc@ disse...

Bem escrito e bem dito! Aprendi a importancia da reciclagem na escola e trouxe-a para casa mas depois os anuncios da Sociedade ponto Verde vieram dar uma nova perspectiva à coisa.

Verdinha disse...

o anuncio ta mt bom msm :p